10 de setembro de 2015

Recordações

Tenho recordações em todo o lado. Na minha memória. Em fotografias. Em determinado local.
No meio da confusão do meio quarto, um dia destes encontrei um diário. O meu antigo diário. Capa roxa com uma guitarra, cadeado pequeno, páginas roxas e a minha letra da escola primária.
Caramba, mudei imenso. A minha memória não é tão boa quanto eu pensava, pois a cada segundo que passa, as recordações são jogadas para o poço do esquecimento. Pergunto-me se serei aquela rapariga de olhos brilhantes e cara fofinha que está na fotografia no quarto dos meus pais. Sou eu? Não pareço. Olhei-me ao espelho e tentei procurar algumas parecenças. Mas não existiam. O meu cabelo, cortado pelo queixo na altura, hoje é muito maior. Perdi os dentes de leite, e agora uso uma "placa metálica" para os definitivos endireitarem. O brilho nos olhos de uma criança inocente, hoje é inexistente.
Estou no jardim. Adoro este local. Quando era pequena, ia muitas vezes para cá com o meu avô. Adorava quando ele me empurrava o baloiço. Quando ele brincava às escondidas comigo. Hoje, já nem ele tem forças para me empurrar no baloiço, nem eu preciso, pois aprendi a andar sozinha, e além disso, já não caibo lá.
Os infinitos momentos que estão cá dentro de nós, muitos vão embora. Mas os mais importantes permanecem. Não no cérebro, mas sim no coração.

*Escrito por mim, se copiarem deixem os créditos*

4 comentários:

  1. O que faz a beleza singular de cada memória são os sentimentos que elas deixam dentro de nós. :) Gostei muito de ler.

    R: Não preocupes, hei-de postar sobre capuccino. ;) Não tens de agradecer, se precisares de alguma coisa já sabes.

    myblogtwtme.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Todos nós mudamos bastante ao longo do tempo, mas o importante é que a criança que uma vez fomos vai sempre seguir-nos para todo lado, bem como as memórias que nos marcaram! Lindo texto <3
    Polyrhythm

    ResponderEliminar
  3. Escreves tão bem.
    Talvez, nem todas as memórias, mereçam ficar.

    ResponderEliminar
  4. adorei esta reflexão, foi mesmo muito bonita. ainda para mais para alguém como eu, que sou totalmente nostálgica e ainda vivo no passado, na minha infância...
    beijinhos :) http://supergirlinconverse.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Façam-me chegar as vossas ideias e opiniões na caixa de comentários! Muito obrigado por gastarem um pouco do vosso tempo a comentarem o que escrevo, isso significa muito para mim! I love you all to Saturn and back ♥